• Home
  • Notícias
  • Diocese
  • Celebração da Unidade tem Catedral cheia e pasconeiros celebrando o Dia Mundial das Comunicações

Celebração da Unidade

Celebração da Unidade tem Catedral cheia e pasconeiros celebrando o Dia Mundial das Comunicações

Na Ascensão do Senhor, as paróquias da Diocese se reuniram para celebrar a unidade, a participação e a missão de uma Igreja que tem aprendido a caminhar sinodalmente.
 |  Andrea Rodrigues  |  Diocese

Na Solenidade da Ascensão do Senhor, 21 de maio, o povo de Deus da Diocese de Campo Limpo, através de fiéis leigos, religiosos e religiosas, seminaristas e parte do clero, esteve reunido na Catedral Sagrada Família para a Celebração da Unidade, uma missa que acontece anualmente com o intuito de, em comunhão e na diversidade de dons, celebrar uma Igreja unida, participativa e em missão. Nesta data foi também celebrado o Dia Mundial das Comunicações Sociais, já na 57ª edição, e muitos agentes da Pastoral da Comunicação das paróquias (Pascom) participaram da celebração.

A Festa da Unidade estava prevista para acontecer no Ginásio Municipal de Itapecerica da Serra nesta mesma data, porém problemas de agenda fizeram com que o evento, que costuma ter outras atrações, como feira e pregações, tivesse o cronograma reduzido, mas não faltou o principal: a Santa Missa, a Celebração da Unidade.

Unidade
Árvore símbolo do caminhar juntos recebe a lamparina principal. — Imagem: Ivan Prado.

Na ocasião, todos os participantes receberam na entrada um botton em cujo centro é possível ver o logotipo da Festa da Unidade Diocesana, elaborado em 2020. Na simbologia do logo estão representadas todas as foranias, para marcar os grandes momentos de celebração em que a Diocese se reúne.

O botton apresenta ainda o tema da mensagem do Papa Francisco para o 57º Dia Mundial das Comunicações: “Falar com o coração”, que está intimamente ligada à proposta central da unidade diocesana que quer, à luz do que sugere a Igreja, uma comunicação que coloque no centro a relação com Deus e com o próximo, no amor.

Com a Catedral Diocesana cheia, na para-liturgia representantes das paróquias empunharam bandeiras e estandartes, fazendo com que os movimentos representassem um bonito balé das flâmulas enquanto outros representantes paroquiais iluminavam a ‘árvore sinodal diocesana’ com lamparinas acesas. Desde o começo do processo de Escuta do Sínodo pedido pelo Papa Francisco (2021), a Diocese tem usado como símbolo do gesto de  caminhar juntos uma árvore que, em seus galhos, carrega lamparinas que representam cada uma das 110 paróquias.

Na saudação inicial da celebração, Dom Valdir José de Castro, ssp, bispo diocesano, agradeceu a presença de Dom Luiz Antônio Guedes, bispo emérito e pediu uma salva de palmas pelo primeiro bispo da Diocese, o também emérito Dom Emílio Pignoli: “Vamos dar uma salva de palmas bem alta para ele escutar lá da casa dele”. Falou ainda da alegria em ver muitos fiéis e também o clero presente: “Que alegria nós estarmos reunidos, uma boa representatividade do povo e uma boa parcela dos nossos padres, celebrando a unidade da nossa Diocese,  justamente no dia da Ascensão do Senhor ao céu e no dia das comunicações sociais”.

Durante a homilia, Dom Valdir enfatizou a importância de seguir as instruções deixadas por Jesus, que vai para junto do Pai, e seguir o maior dos mandamentos: “O que Jesus nos ordenou antes de sua Ascensão? Qual o maior mandamento? Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. É isso que ele ordenou, não é? Claro, tem tantos outros ensinamentos que Ele nos deixou, mas tudo se resume neste mandamento. ‘Ensinando tudo e observando tudo que eu vos ordenei’.  Então, o discípulo e a discípula que vai em missão é aquele que observa  e cumpre o que Jesus mandou: amar”.

Completou a homilia, ligando o tema do dia Mundial das Comunicações e o que nos pede Jesus: “Amar! O amor que Jesus nos fala não é abstrato, um amor romântico, mas um amor comprometido, e aqui, para explicar, podemos entrar no tema do Dia Mundial das Comunicações Sociais: falar com amor, falar com o coração. É nos pedido ‘ide e fazei discípulos’, para isto é preciso imitar os gestos de Jesus, que escutava com amor, a todos os necessitados de pão, mas também os necessitados de perdão, a ponto de dar respostas com amor, amor que Jesus colocava em sua palavras e que hoje nos ensina. Jesus é a nossa referência, o comunicador perfeito. Antes de falar, escrever, postar, devo me perguntar como Jesus agiria”.

No final da celebração, padre Marcos Joaquim Patrício, Coordenador Diocesano de Pastoral, leu uma mensagem direcionada à toda a Diocese, onde lançou um convite para uma reflexão ainda mais abrangente sobre a importância da unidade e da comunhão através de uma participação responsável e colaborativa, onde cada membro possa contribuir com seus dons para o bem comum da Igreja.

Pascom

O 57º Dia Mundial das Comunicações Sociais, sempre celebrado na Solenidade da Ascensão do Senhor, contou esse ano com numerosa participação de agentes colaboradores da Pastoral da Comunicação das paróquias.

Unidade11
Pasconeiros no final da Santa Missa posam com Bispo Dom Valdir. — Imagem: Erica Viana.

Os agentes participaram na para-liturgia, na entrada das bandeiras das foranias e no ofertório. A Pastoral da Comunicação já está presente em 70 paróquias da nossa diocese e a coordenação diocesana tem trabalhado para ampliar esse número gradativamente.

No final da celebração, Dom Valdir, posou para a já tradicional foto dos ‘pasconeiros’, que ainda se reuniram com o bispo para uma confraternização comunitária pós-missa.

 


Notícias Relacionadas

Festa da Unidade Diocesana acontecerá na Solenidade de Pentecostes

Os preparativos para a Festa da Unidade Diocesana, já estão a todo vapor. Uma comissão tem se reunido regularmente para preparar um dia de muito louvor e grandes surpresas. O dia marcado é 31 de maio, dia em que a Igreja celebra a Solenidade de Pentecostes, o tema também já está definido: ‘Vinde ...

Festa da Unidade Diocesana: Partilha e comunhão no encerramento da fase diocesana do sínodo

Festa da Unidade Diocesana volta a acontecer depois de uma expectativa de dois anos. Louvor, show, apresentações, adoração e Santa Missa fizeram parte do enceramento da fase de escuta sinodal.

Cúria Diocesana

Rua Lira Paulista, 30
Jd. Bom Refúgio - São Paulo
05788-320

11 3584-9000


© - Diocese de Campo Limpo.
Voltar ao Topo