Em breve teremos um novo site! Fique atento.

Papa em Santa Marta: ‘Saibamos dizer a verdade, se não calemos. Nunca ser hipócritas”

O Papa Francisco na homilia da missa que celebrou na Casa Santa Marta advertiu do pecado de hipocrisia, que pode levar à destruição de uma comunidade. E assegurou que o idioma do cristão deve respeitar a verdade.

Zenit | Terça, 06 Junho 2017 12:30
Papa em Santa Marta: ‘Saibamos dizer a verdade, se não calemos. Nunca ser hipócritas”

“A hipocrisia não era a linguagem de Jesus e tampouco deve ser a dos cristãos. Logo a sua linguagem deve ser verdadeira”. E precisou que “um cristão não pode ser hipócrita e um hipócrita não é cristão. O hipócrita é sempre um adulador, quem mais, quem menos”.

Os hipócritas sempre começam com a adulação e a adulação é não dizer a verdade, é exagerar e aumenta a vaidade. Assim os Doutores da Lei iniciam adulando Jesus para depois fazer-lhe a pergunta: “É justo pagar a Cesar”? A adulação começa com a má intenção.

Papa indicou que “O hipócrita tem duas caras. Mas, Jesus conhecendo a sua hipocrisia, disse claramente: ‘Por que vocês me colocam à prova? Tragam-me uma moeda, quero vê-la. Assim Jesus responde sempre aos hipócritas e responde concretamente à realidade das ideologias”. Responde com “a realidade” porque “é o contrário da hipocrisia e da ideologia”.

Eles entregam a moeda a Jesus e que lhes responde com sabedoria, partindo da imagem de Cesar na moeda: “Dar a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus”.

O papa Frisou que “a linguagem da hipocrisia é a linguagem do engano; é a mesma linguagem da serpente com Eva”. Começa-se com a adulação para depois destruir as pessoas, a ponto de “extirpar a personalidade e a alma de uma pessoa”.

E exortou a seguir os conselhos de Jesus: “Que seu modo de falar seja “sim, sim, “não, não”.

“O hipócrita é capaz de matar uma comunidade. Fala com docilidade, mas julga brutalmente as pessoas. O hipócrita é um assassino, pois começa com a adulação. No final, utiliza a mesma linguagem do diabo para destruir as comunidades”, disse.

O Papa concluiu sua homilia convidando a pedir ao Senhor a graça “de jamais sermos hipócritas, mas que saibamos dizer a verdade. Se não pudermos dizê-la, calemos. O importante é nunca ser hipócritas”.