O card. Ouellet se dirige a Dom Carlo Maria Viganò afirmando que as suas acusações são uma armação política desprovida de um real fundamento. Tudo isso não pode vir do Espírito de Deus. Portanto o apelo: saia da sua clandestinidade, arrependa-se de sua revolta e retorne a sentimentos melhores em relação ao Papa.

Publicado em Igreja no Mundo