fbpx

Santo Sudário poderá ser venerado pela internet no Sábado Santo

O objetivo é incentivar os fiéis durante este período de pandemia de coronavírus, pedindo para que Nosso Senhor Jesus Cristo vença o mal através de sua graça.

Gaudium Press | Segunda, 06 Abril 2020 11:53
Santo Sudário poderá ser venerado pela internet no Sábado Santo

Na tarde do Sábado Santo, 11 de abril, os católicos de todo mundo poderão venerar o Santo Sudário a partir das televisões e pela internet.

O anúncio foi feito pelo Arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia, através de um vídeo, no qual explicou que a decisão foi tomada com o objetivo de incentivar os fiéis durante este período de pandemia de coronavírus, pedindo para que Nosso Senhor Jesus Cristo vença o mal através de sua graça assim como fez no alto da Cruz.

Exposição do Santo Sudário será transmitida pela televisão e internet

A cerimônia de exposição será iniciada às 17h (horário local). A liturgia será presidida por Dom Cesare Nosiglia, diante do Santo Sudário, na capela onde a relíquia é preservada. “Graças à televisão e às mídias sociais a imagem da tela sagrada estará disponível a todos para contemplação, em todo o mundo”, explicou o prelado.

Esta exposição do Santo Sudário será diferente das que foram realizadas no passado. A relíquia permanecerá na teca onde normalmente é conservada, entretanto, será possível contemplá-la através das imagens transmitidas pela televisão e pela internet.

Ao término da exposição do Santo Sudário de Turim, haverá um momento reservado para o diálogo e a reflexão que contará com a participação de diversos especialistas e testemunhos atuais.

O amor é mais forte que qualquer doença

Em sua mensagem, o prelado ressaltou que o Santo Sudário nos leva a reviver o anúncio de que o amor é mais forte, preenchendo nossos corações com gratidão e Fé. “O amor com que Jesus nos deu sua vida e que celebramos durante a Semana Santa é mais forte do que qualquer sofrimento, qualquer doença, qualquer contágio, qualquer provação ou desânimo”, destacou.

“Nada e nem ninguém pode nos separar desse amor, porque ele é fiel para sempre e nos une a Ele com um vínculo inquebrantável”, concluiu Dom Nosiglia.

Pesquisas científicas sobre o Santo Sudário de Turim

O Santo Sudário de Turim tem sido foco de numerosas pesquisas e controvérsias científicas devido ao caráter inexplicável de muitas de suas características. A forma como a imagem de um homem crucificado foi impressa na tela não pode ser determinada e a maioria dos detalhes somente puderam ser apreciados após a invenção da fotografia ao estar registrados a maneira de “negativo”.

As feridas e as marcas de sangue da tela coincidem em detalhes com os relatos evangélicos da Paixão de Cristo e vários estudos declararam errônea a data do Carbono-14 que identificou a origem da tela nos séculos XIII e XIV. A Igreja nunca se pronunciou oficialmente sobre a autenticidade do Santo Sudário, mas a relíquia tem sido venerada por numerosos Pontífices.