fbpx

O Papa cria um fundo para as áreas de missão afetadas pelo vírus

A contribuição inicial feita por Francisco é de 750 mil dólares. As Igrejas que podem, pede o Papa, contribuam através das Pontifícias Obras Missionárias. Tagle: uma rede para ajudar milhões de pessoas vulneráveis.

Vatican News | Segunda, 06 Abril 2020 11:39
O Papa cria um fundo para as áreas de missão afetadas pelo vírus AFP or licensors

Fala-se pouco, mas depois da China, o Ocidente é o maior “viveiro”. Na realidade, os números falam de uma pandemia que vem se estendendo há algum tempo também nas regiões do hemisfério sul, especialmente na América Latina, mas também na África. Estas são áreas que para a Igreja são terras de missão, onde a escassez de meios junto com o coronavírus podem criar situações muito difíceis. Por isso, o Papa decidiu ajudar essas áreas, instituindo um fundo de emergência nas Pontifícias Obras Missionárias, com uma contribuição inicial de 750 mil dólares.

“O Santo Padre está chamando toda a vasta rede da Igreja para enfrentar os desafios que nos esperam”, comentou o cardeal Tagle, muito grato por essa decisão de Francisco. “Em sua tarefa de evangelização”, recorda o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, “a Igreja está muitas vezes na vanguarda das principais ameaças ao bem-estar humano. Somente na África, existem mais de 74 mil religiosas e mais de 46 mil sacerdotes que administram 7.274 hospitais e clínicas, 2.346 casas para idosos e pessoas vulneráveis, e educam mais de 19 milhões de crianças em 45.088 escolas primárias. Em muitas áreas rurais, são os únicos que dão assistência de saúde e educação”.

As entidades da Igreja que são capazes e desejam ajudar, está é a intenção do Papa, são solicitadas a contribuir com esse fundo por meio das Pontifícias Obras Missionárias de cada país, que são o canal oficial de apoio ao Papa para mais de 1.110 dioceses, especialmente na Ásia, África, Oceania e parte da Região Amazônica.

Segundo o presidente das Pontifícias Obras Missionárias, dom Giampietro Dal Toso, graças a essa rede é possível “demonstrar que ninguém está sozinho nesta crise”. As “instituições e os ministros da Igreja desempenham um papel vital. Esta é a intenção do Santo Padre na criação deste fundo. Enquanto muitos sofrem, nos lembramos e nos voltamos para aqueles que não têm ninguém para cuidar deles, demonstrando assim o amor de Deus Pai.”

Para aqueles que desejam contribuir, eis os dados: IT84F020080505075000102456047 (SWIFT UNCRITMMM) para Administração Pontifícias Obras Missionárias, indicando: Fundo Coronavírus.