Aumenta o comércio mundial de armas

O Instituto Internacional de Pesquisa sobre a Paz de Estocolmo (Sipri) publicou nesta segunda-feira (11/03) uma pesquisa sobre o comércio mundial de armas. Os Estados Unidos continuam líderes mundiais na venda de armas, seguido pela Rússia, França, Alemanha e China. 52% das armas dos EUA vão para o Oriente Médio

Vatican News | Terça, 12 Março 2019 11:06
Aumenta o comércio mundial de armas Vatican Media

O volume do comércio internacional de armas pesadas no quinquênio 2014-2018 – segundo a Agência Asia News – superou 7,8% o do período 2009-2013 e 23% do período 2004-2008. São dados da pesquisa publicada nesta segunda-feira (11/03) pelo Sipri (Instituto Internacional de Pesquisa sobre a Paz de Estocolmo) com valores atualizados sobre o comércio mundial de armas. Segundo a pesquisa os cinco maiores exportadores são Estados Unidos, Rússia, França, Alemanha e China. Juntos somam 75% do volume total de exportações de armas nos últimos cinco anos. O fluxo de armas aumentou no Oriente Médio entre 2009-13 e entre 2014-18, enquanto que houve uma diminuição em todas outras regiões do mundo.

Exportações EUA aumentaram 29%

As exportações de armas dos Estados Unidos aumentaram 29% nos últimos 10 anos e seu valor total da exclusividade nas vendas passou no mesmo período de 30 a 36%. Ao mesmo tempo aumentou a diferença entre o volume de vendas dos dois principais exportadores: a distância entre EUA e Rússia entre 2014 e 2018 foi de 75% enquanto que no período 2009-2013 era de “apenas” 12%. A maioria das armas vendidas pelos Estados Unidos nos últimos cinco anos (52%) foram para o Oriente Médio. Os Estados Unidos “consolidaram sua própria posição como líderes mundiais no fornecimento de armas”, sublinha Aude Fleurant, diretor do programa sobre as armas e as despesas militares do Sipri. Os Estados Unidos, prossegue o especialista exportaram armas para ao menos 98 nações nos últimos cinco anos”, incluindo “mísseis balísticos e bombas telecomandadas”.

Diminuem exportações russas

Ao contrário, diminuíram 17% as exportações de armas da Rússia, em particular pela menor procura da Índia e Venezuela. Nos últimos dez anos a França aumentou 43% suas vendas de armas e a Alemanha 13%. O índice total de exportação de armas para os países da União Europeia entre 2014-2018 foi de 27%.

As importações de armas nos Estados do Oriente Médio

No Oriente Médio as compras de armas aumentaram 87% nos últimos dez anos e representaram 35% das importações globais nos últimos cinco anos. A Arábia Saudita tornou-se o principal importador mundial, com um aumento de 192%. As importações de armas do Egito, triplicaram (+206%).Cresceram também as importações de armas por parte de Israel (354%), Qatar (225%) e Iraque (139%). Enfim diminuíram 87% as importações de armas da Síria.

Itens relacionados (por marcador)