“Na celebração litúrgica, é máxima a importância da Sagrada Escritura. Para se cuidar da reforma, do progresso e da adaptação da Sagrada Liturgia, é necessário que se promova o suave e vivo afeto pela Sagrada Escritura atestada pela Tradição.” (Sacrosanctum Concilium, 24)

Publicado em Diocese