fbpx

Drive-thru da solidariedade une Igrejas e arrecada mais de 10 toneladas de alimentos

Durante dois sábados, no estacionamento da Igreja Batista do Horto do Ipê, um Drive-thru solidário arrecadou mais de dez toneladas de alimentos que ajudará 640 famílias.

Redação | Segunda, 01 Junho 2020 12:34
Drive-thru da solidariedade une Igrejas e arrecada mais de 10 toneladas de alimentos Andrea Rodrigues

A pandemia foi também alvo de reflexão na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, celebrada aqui no Brasil entre o Domingo da Ascensão de Jesus ao Céu e o Domingo de Pentecostes. Mas como responder ao desafio que a pandemia representa às ações sociais da Igreja? A Unidade Pastoral São João Paulo II e a Igreja Batista do Horto do Ipê responderam com uma ação conjunta: O Drive-thru solidário.

As duas Igrejas, localizadas no Horto do Ipê, um bairro que contempla 32 condomínios e onde moram mais de 15 mil pessoas, uniram forças para arrecadar nos últimos dois sábados de Maio, no sistema de Drive-Thru, alimentos para serem distribuídos as inúmeras famílias das comunidades do entorno, que devido à pandemia estão passando privações.

 “Começamos a perceber que algumas famílias da nossa Igreja começaram a ser afetadas pela pandemia com a perda do emprego, por exemplo, e se isso estava acontecendo tão perto de nós, no entorno também certamente estava, a ideia imediata foi de apoiar de alguma forma todas essas pessoas”, relata Pastor Rogério Sarafana, líder da Igreja Batista.

A divulgação do Drive-Thru Solidário contou com a ajuda da Associação de Moradores do Horto, e a adesão foi quase que imediata. Entre um sábado e outro de arrecadação, foram mais de 10 toneladas de alimentos e produtos de higiene e limpeza que se transformaram em 640 cestas. De maneira muito organizada e evitando ao máximo o contato físico, voluntários das duas igrejas, devidamente equipados com máscaras e luvas, controlaram o acesso dos carros ao drive-thru para receber as doações.

“Achei importantíssimo essa união, fiquei até emocionada quando soube que as igrejas estão juntas nesta ação, não participo de nenhuma, mas tem muita gente precisando da nossa solidariedade em meio a tudo isso que estamos vivendo com esta pandemia. Fiz questão de recolher as doações do meu prédio e trazer aqui, parabenizo as duas frentes”, disse Ana Cristina Lima, 41 anos, dona de casa.

Durante a semana de arrecadação, voluntários se revezaram nas secretarias das Igrejas para realizar o cadastro das famílias, lideres comunitários das comunidades do entorno também foram convidados pelos líderes religiosos a colaborar na indicação das famílias necessitadas. A distribuição acontecerá durante a primeira semana de Junho e no sábado dia 06.

“Esta ação criou esta união entre as duas igrejas e teve também outro objetivo, além de ajudar quem precisa, levar as pessoas a viverem o gesto da solidariedade, e isso foi plenamente alcançado, temos vários relatos de pessoas que não participam de nenhuma das duas Igrejas, mas que fizeram questão de colaborar, e isso é muito bonito”, explica Padre Marcos Joaquim Patrício.

Além dos alimentos todas as cestas também receberam em sua montagem três máscaras de proteção individual. As máscaras, produzidas por pessoas anônimas que encontraram na venda do utensílio uma forma de se manter, foram compradas com dinheiro de doações: “Este foi também um jeito de ajudarmos as pessoas que estão fabricando máscaras depois que perderam a sua fonte de renda, as doações em dinheiro, utilizamos para a compra de alimentos, mas também, para a compra de máscaras de vários pequenos produtores”, explica padre Marcos.

Para os dois líderes religiosos as pessoas estão voltando a entender o significado de ser solidário e de ter atitudes afetivas, e ainda que o mundo esteja vivendo uma crise instaurada, muitas pessoas boas estão se mobilizando em ações como está que não resolve o problema, mas que ajuda sem dúvida.

Todos os doadores receberam na saída do Drive-Thru uma mensagem de esperança escrita em parceria pelo também pastor da Igreja Batista Edgar Donato e pelo líder católico Padre Marcos Patrício.

“É um carinho e nos faz pensar. É preciso estar atento a necessidade do outro, neste sentido a pandemia tem ajudado a pessoas como eu a prestar mais atenção ao outro, mas também o que Deus espera de mim como cristão”, testemunha João Maurício Vaz, 62 aos, na entrega da sua doação.

 

IMG3982
IMG3994
IMG4009
IMG4007
IMG3986
IMG4003
IMG3997
IMG3985
IMG3996
IMG3981
IMG3990
IMG3979