Participação expressiva marca a X Semana Catequética

Semana Catequética: momentos de união e confraternização dos catequistas na Diocese de Campo Limpo.

Redação | Sexta, 09 Fevereiro 2018 17:04
Participação expressiva marca a X Semana Catequética

Foram quatro dias de reflexões, partilha e orações. A X Semana Catequética ocorreu entre os dias 05 e 08 de fevereiro sempre com inicio às 20 horas na Catedral Sagrada Família. As reflexões foram baseadas no documento nº 107 da CNBB: Iniciação à vida cristã - Itinerário para formar discípulos missionários e contou com a presença do catequéta padre Paulo Cesar Gil da Arquidiocese de São Paulo, além do Assessor da Pastoral Catequética, padre Lourivaldo Gonçalves e do Coordenador diocesano da catequese, Cleber Rafael Gois.

As semanas catequéticas sempre foram momentos de união da Catequese na Diocese de Campo Limpo. Este ano chegamos a 10ª edição com momentos marcantes, especialmente porque esta edição foi pautada pelo aprofundamento do tema: Catequistas de hoje são discípulos missionários que formam novos discípulos missionários de Jesus Cristo, baseado no documento 107.

Para o padre Paulo Gil o documento 107 quer ajudar as paróquias na catequese não só na apresentação de conteúdo da fé, mas no entendimento de viver em comunidade. “A catequese precisa ser mais vivencial, mais acolhedora, precisamos fazer com que a pessoa tenha o desejo de alcançar a fé que vivenciamos, nós (catequistas) carregamos essa memória e temos que testemunhar para apresentar Jesus a mais pessoas”, completa o catequeta.

Durante a semana de formação, Padre Lourivaldo Gonçalves achou a experiência frutífera e fez questão de conversar com muitos catequistas durante os intervalos e sentir a animação dos presentes. “Vejo uma grande adesão a esta oportunidade de formação e isto me alegra e me anima, eu fui um catequista e como padre ainda sou um catequista e vivenciar isso mais uma vez de perto me faz reviver memórias”, completa o padre.

Para o coordenador diocesano, Cleber Rafael Gois, que participa desde a primeira edição, o documento 107 convida todos a fortalecer a caminhada catequética em todos os ambitos da igreja, o documento deixa evidente que a proposta da evangelização deve ser concreta e permante. “O mais importante é que os catequistas entendam que não estamos propondo uma catequese escolar e sim de ação e, sobretudo testemunho.”, diz o coordenador.

Durante a semana foi apresentado, pela coordenadora Rosana Mancini, o curso de formação básica para catequistas, que tem como objetivo proporcionar aos catequistas uma formação bíblica e doutrinal básica, mais sólida, de acordo com o diretório Nacional da Catequese. “O curso é bem dinâmico e leve e este ano teremos inclusive Metodologia para catequese especial”, completa Rosana.

O primeiro módulo dos cursos começa em 03 de março e as vagas são limitadas. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: (11) 5841-8513.

No encerramento aconteceu a celebração da missa, presidida pelo padre Lourivaldo Gonçalves e concelebrada pelo padre Marcos Patrício (Coordenador Diocesano de Pastoral) e padre Rodolfo Camarotta (Assessor Diocesano da Juventude).

WhatsApp-Image-2018-02-09-at-000833
20180205202609
WhatsApp-Image-2018-02-09-at-084655-1
WhatsApp-Image-2018-02-09-at-084654-1
WhatsApp-Image-2018-02-09-at-084654
WhatsApp-Image-2018-02-09-at-084655
WhatsApp-Image-2018-02-09-at-000856
20180205202519