fbpx

A Família de Nazaré ensina a reencontrar a felicidade na obediência ao Pai

Redação | Segunda, 13 Janeiro 2020 12:03
A Família de Nazaré ensina a reencontrar a felicidade na obediência ao Pai Adriano Menezes, Ivan Andrade e Marcus Simi

A celebração da padroeira diocesana, A Sagrada Família de Nazaré, (29/12), foi um grande momento para a vivência da espiritualidade e do aprofundamento do amor familiar. Estiveram presentes membros da Pastoral Familiar Diocesana e do movimento Encontro de Casais com Cristo. A missa celebrada pelo bispo diocesano, Dom Luiz Antônio Guedes, contou também com a brilhante presença do coro e parte da orquestra dos Arautos do Evangelho.

Ao recordar, logo no início de sua homília, sobre cada um dos membros da Sagrada Família, Dom Luiz pontuou: “A Família de Nazaré, todos os membros dela, estão voltados sempre a obediência ao Pai. Jesus no momento da encarnação e em sua concepção virginal já declarava: Eis que venho fazer a vossa vontade. Maria Santíssima naquele diálogo meditativo e contemplativo com o anjo Gabriel, declarou: Faça-se em mim, segundo a vossa Palavra, numa disponibilidade total, um sim que manteve por toda a vida. José, que embora não se tenha palavras dele, temos descrito suas atitudes e ele era um homem justo. E ser justo naquela época, na Sagrada Escritura, significa ser alguém sintonizado com Deus, disposto a fazer o que Deus pede.

E continuou: Queridos irmãos e irmãs, a Sagrada Família é modelo inspirador para todas as nossas famílias, não se trata de uma imitação literal, ao pé da letra, pois o tempo e as circunstâncias que nós vivemos hoje também são outros, mas é uma imitação assumindo seus valores e suas virtudes, de sermos obedientes a Deus. Alguns são esses valores, mas vou dizer o principal deles: O amor incondicional a Deus.  É preciso assumir no seio familiar a decisão, a determinação de ser obediente a Deus realizando sempre a Sua vontade.

 O Arautos do Evangelho, coro e parte da orquestra apresentou na Festa da Sagrada Família um pequeno concerto de Natal, com cerca de meia hora de duração. Foram escolhidas para o repertório as canções: Tu Scendi dalle Stelle, Santo Afonso Maria de Ligório (1696-1787); Campana sobre campana, música tradicional espanhola; Les Anges dans nos campagnes, canção tradicional francesa de natal do século XIII e Noite Feliz, Joseph Mohr (1818).

 

MG3064-1
MG3031
MG2386
MG2767