fbpx

Retrospectiva: Ano de muitas graças para nossa Igreja

No ano de 2019 foram dados passos importantes para a vida pastoral do clero e dos leigos em nossa diocese

Redação | Segunda, 16 Dezembro 2019 13:10
Retrospectiva: Ano de muitas graças para nossa Igreja

Com um território tão imenso a Diocese de Campo Limpo, com todas as suas 104 paróquias e as mais de 430 comunidades escreveu no ano de 2019 muita história de sucesso no que tange a Evangelização. Reformas, dedicações, edificações, mudanças nas administrações de algumas paróquias, jubileus de ouro de padres e paróquias, refletiram nas diversas realidades e rostos da nossa igreja diocesana.

A comunidade católica de Campo Limpo se reuniu este ano para celebrar os 30 anos de instalação da nossa diocese em muitos momentos. Tivemos a novena de natal personalizada, as missas da unidade celebradas pelo bispo diocesano nas nove foranias e a Festa no Ginásio de Itapecerica, em 02 de Junho, com a presença de mais de oito mil pessoas.

Aliás, nesta festa, foi apresentado o Brasão diocesano, sonho antigo nutrido por muitos que se tornou concreto graças à ajuda de um heraldista e o empenho da equipe organizadora das comemorações.

No começo do ano catedral diocesana lugar das grandes concentrações, celebrou a conclusão em Fevereiro do espaço contemplativo a Nossa Senhora Aparecida e ganhou um a grande limpeza em todas as suas dependências. Em Janeiro a JMJ Panamá deu fôlego novo aos jovens do mundo inteiro, inclusive a nossa juventude diocesana, ‘Fazendo nova todas as Coisas’ na edição da Vigília Celebra Juventude de Carnaval com mais de dois mil jovens.

Para três paróquias, fevereiro foi um mês de ‘ouro’. Celebraram 50 anos de atividades as paróquias São José Operário, Forania Campo Limpo, Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Forania São Luiz e o Santuário São José Operário, Forania São José.

Em Março, diante de Deus e da Igreja foi ordenado sacerdote Wallace Almeida Adorno, em uma celebração regada à emoção e atendendo e vivendo uma experiência de um ‘Igreja em saída’, também neste mês as Missões Populares Paroquiais iniciaram seu desejo de procurar os afastados e convidar os excluídos.

E em Abril, decididos a servir a Deus, por meio da Igreja, quatro jovens foram admitidos a candidatos a Ordem Sacra, em cerimônia realizada na Capela da Casa da Juventude, lugar aliás, bastante movimentado o ano todo por retiros, já que a estrutura depois da reforma ficou bastante acolhedora.

E a 103ª paróquia da nossa diocese nasceu em Abril, no bairro da Chácara Santa Maria, foi instalada a paróquia Santa Rita de Cássia, que ganhou como administrador paroquial o padre Marcelo Souza Almeida. Em junho nasceu também a 104ª, paróquia Jesus de Nazaré, Forania Mirim-Guaçu, e está aos cuidados do Padre César Silva Rossi.

Em julho a Catedral Diocesana reuniu centenas de mulheres que viveram a experiência da Primeira Conferência Gratia Plena: Eu sou do meu amado e meu amado é meu. E pela primeira vez nossa diocese sediou, também em julho, o Renasem. Foi a 34ª edição deste retiro Estadual da Renovação Carismática Católica e reuniu centenas de seminaristas.

A 27ª Romaria Diocesana ao Santuário Nacional encerrou a Semana da Família que trouxe o tema central: “A Família como vai?”, tema também trabalhado nos diversos encontros da pastoral durante todo o ano, em simpósios, encontros de reflexão e reuniões.

Num encontro nunca antes realizado, psicólogos católicos se reuniram em setembro para partilhar experiências. Um encontro que reuniu quase 20 profissionais que inquietos na essência do ajudar, do aprender e do se doar, se propuseram a integrar um projeto de acompanhamento a baixo custo.

Em outubro lamentamos o falecimento do Monsenhor Thomaz Raffainer aos 90 anos. Tendo se dedicado por mais de 20 anos em nossa diocese deixou um grande ensinamento: “Para experimentar a condição divina é preciso viver o amor em nós”. Mas também nos alegramos com a canonização da primeira santa brasileira, Santa Dulce dos Pobres, no dia 13 de outubro na praça São Pedro; com a realização do Sínodo para a Amazônia e as diversas atividades para o Mês Missionário Extraordinário.

Para fechar o ano de 2019, 37 alunos do Instituto de Teologia Diocesano - IDTEO, concluíram o curso de teologia para leigos. Encerrar o ano de atividades pastorais é também o momento em que a Igreja agradece ao Senhor pelos diversos benefícios vividos ao longo do ano que termina.