fbpx

Projeto Escuta da Juventude, você conhece?

“É sempre Deus quem toma a iniciativa de chamar a segui-lo. O chamado à fé e a um caminho coerente de vida cristã ou de especial consagração é um irromper discreto, mas forte, de deus na vida de um jovem, para lhe oferecer o dom de seu amor”. (Discurso do Papa Francisco, Loreto, na Itália, na ocasião da assinatura a carta aos jovens de indicações do sínodo da juventude)

Redação | Segunda, 16 Dezembro 2019 11:32
Projeto Escuta da Juventude, você conhece? Gutierrez de Jesus

Participando de um encontro do Regional Sul 1 com os padres responsáveis pela juventude desta porção do povo de Deus, padre Rodolfo Camarotta, Asessor das Juventudes Diocesano, se deparou com projeto desenvolvido na Diocese de São João da Boa Vista. Inquieto e sempre atendendo ao chamado da Igreja de anunciar a quantos puder alcançar o Reino de Deus, e a partir da síntese do Sínodo da Juventude, quis realizar algo semelhante em nossa Diocese.

O projeto Escuta Juventude foi oficialmente apresentado no Conselho Diocesano de Pastoral (CDP) em outubro e acontecerá durante todo o ano de 2020. Padre Rodolfo conversou com o Diocese em Ação e explicou detalhadamente o projeto.

O que é o Projeto Escuta da Juventude?

A ideia do projeto é justamente ESCUTAR os jovens, no sentindo mesmo de ouvir as expectativas e perspectivas. Depois que aconteceu o Sínodo dos Jovens entendemos que era tempo também de ver o que a Igreja e o Papa disseram e um dos grandes apelos do Papa Francisco era justamente que escutássemos a juventude. Para isso um questionário foi preparado e será enviado a partir de fevereiro para as paróquias.

“Querido jovens é com alegria que apresentamos esse projeto na esperança de podermos nos aproximar de todas as comunidades e fazer crescer entre nós o amor por toda nossa juventude”.

 

 

A quem se destina esse chamado?

A todos as pastorais e movimentos jovens de todas as paróquias da nossa diocese. Olhar para dentro dessa vivência comunitária e descobrir o que de bom tem sido realizado e quais são as fraquezas que impedem a realização das ações, além de tentar verificar as oportunidades oferecidas pela sociedade além das ameaças externas para todos os jovens.

“Muitas vezes temos um discurso de dizer que os jovens são o futuro da Igreja, o futuro do Brasil. A Igreja tem entendido cada vez mais que os jovens são o presente, chamado a construir também já o Reino de Deus.”

As outras pastorais poderão opinar?

No âmbito da escuta sobre os jovens promoveremos também um momento de escuta junto aos Conselhos Paroquiais de Pastoral. A proposta é que cada conselho responda a um breve questionário para o Setor Juventude. Queremos promover um intercâmbio das gerações e um diálogo entre as lideranças pastorais de nossas paróquias, olhando a vivência comunitária no sentido valorizar a participação dos jovens como procurar saber das oportunidades e ameaças contidas no bairro.

“Como disse o Papa Francisco é sempre Deus que toma a iniciativa de chamar a segui-lo, por isso também aprendamos e escutemos o chamado de Deus para segui-lo”.

A nível foranial, como funcionará?

Será um momento de comunhão fraterna. Depois de realizado o momento de escuta propriamente dito, esta será a ocasião para cada forania apresentar as expectativas e perspectivas daquele território.

Porque fazer uma formação para o clero e lideranças leigas sobre o sínodo?

A proposta do papa Francisco de realizar um Sínodo dos Jovens pode ser compreendida como ‘uma grande necessidade’. O Sínodo retoma uma Igreja aberta ao diálogo com a humanidade toda e não somente um diálogo com os fiéis. O projeto da nasce para assumir decididamente esse movimento proposto pelo Papa, que coloca a Igreja em diálogo com a vida real das pessoas, demonstrando um cuidado mais central, mais direcionado. Para que isto aconteça o clero e lideranças leigas precisam ter essa compreensão.

O que será a assembléia diocesana das juventudes?

Um grande encontro de um dia onde será apresentado o panorama geral do Projeto Escuta das Juventudes a partir do que foi apresentado nas sínteses paroquiais e foraniais, além de momento de espiritualidade e a articulação de continuidade do escutar.

 

“Espero que esse seja um tempo de graça, um tempo de encontro, escuta e crescimento para todos nós”.

 

Anote as datas e participe: