Ação solidária leva alimento, roupas e amor a pessoas em situação de rua do bairro de Campo Limpo

Atendendo ao apelo do Santo Papa, uma ação conjunta entre a Unidade Pastoral do Horto e da Comunidade Voz dos Pobres leva para moradores de rua alimento, roupas e amor!        

Pe. Marcos Joaquim Patrício | Terça, 27 Novembro 2018 16:47
Ação solidária leva alimento, roupas e amor a pessoas em situação de rua do bairro de Campo Limpo Arquivo pessoal

Como gesto concreto para o dia Mundial de Oração pelos pobres, celebrado no dia 18 de novembro, a pedido do Papa Francisco, a Unidade Pastoral Horto do Ypê,  planejou uma visita a moradores de rua, para levar alimentos, roupas e café para os pobres que dormem nas praças próxima a região de Campo Limpo.

O grupo muito entusiasmado sentiu-se instrumentos privilegiados de Deus para esta missão, mas, não imaginavam que o Senhor lhes preparava uma surpresa.  

Foram 100 marmitas entregues, roupas cuidadosamente selecionadas e garrafas de café forte, doce e quente para animar e adoçar as vidas desprovidas daquilo que para nós é tão trivial. 

O grupo conheceu muitos Seferinos, Marias, Josias, Everaldos, Tanias, Elianas e tantos outros, o fato curioso é que, quase todos com seus companheiros de quatro patas, amigo inseparável.

Uma carretinha feita de um fogão velho e adaptado com duas rodas de bicicleta rapidamente era identificada por trazer uma Cruz, sinal que a caridade não questiona, não julga e não condena, apenas convida a amar e perceber as urgências diante das misérias geradas pelo egoísmo e as indiferenças da vida.

Duas mães, do grupo da Unidade Pastoral, sem se importar com olhares espantosos e com tamanha satisfação e alegria puxaram a carretinha parando nas marquises, becos escuros e praças da Estrada de Campo Limpo.

O que muitas vezes parceria um monte de lixo era uma pessoa dormindo enrolada em trapos e papelão. Tudo o que foi levado foi oferecido, mas nada é mais desejado por esses irmãos de rua que companhia, muitos irmãos da Comunidade Voz dos Pobres e outros convidados faziam questão de suprir essa carência com paciência e carinho.

Todo empenho e dedicação na preparação dos alimentos e das roupas foi apenas um detalhe diante daquilo que eles mais desejavam: um olhar sem medo e sem preconceito, abraços apertados, afagos e ouvidos dispostos e livres para ouvir sem perguntar ou questionar. Nada os interessava além de uma presença amiga e solidária.

A prepotência e o orgulho cega o coração de quem acha que, por ter tudo, pode oferecer solução para todos os problemas. O nosso tudo não os interessava, mas apenas aquilo que somos diante deles. Um sentimento de pequenez tomou conta dos voluntários e um vazio os fez perceber que somente aqueles que se reconhecem pobres diante dos pobres, serão capazes de entender o verdadeiro sentido do amor altruísta. Você só tem hoje para fazer o bem! O ontem já passou, o amanhã ainda não existe, viva hoje, seja bom hoje!

WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115319-3
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115318-2
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115318-1
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115317
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115109
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115109-1
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115108
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115106
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115105
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115105-1
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115103
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115102
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115055
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114923
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114923-4
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114923-3
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114923-2
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114923-1
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-122152
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114922
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114922-3
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114922-2
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114921
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114921-4
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114921-2
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-114921-1
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-122152-1
WhatsApp-Image-2018-11-27-at-115319