Em breve teremos um novo site! Fique atento.

Dom Luiz preside Missa Solene de Corpus Christi na Catedral

Durante a Missa Dom Luiz recordou a importância da Eucaristia ser a comunhão com Deus, mas também proporcionar a comunhão entre os fieis enquanto comunidade eclesial.

Redação | Sexta, 16 Junho 2017 15:11
Dom Luiz preside Missa Solene de Corpus Christi na Catedral Imagens: Adriano Menezes / Grazi Santana / Mayara Lamenha

A Solenidade de Corpus Christi celebrada na Catedral Sagrada Família, no dia 15 de junho, contou com a expressiva participação de fiéis provenientes das paróquias da forania Campo Limpo. Como nos anos anteriores os padres, bem como seus paroquianos, foram convidados a participar desta Missa presidida pelo bispo diocesano como um sinal visível da comunhão do povo de Deus desta forania.

A homilia

Durante a homilia Dom Luiz recordou as palavras de São João Paulo II na encíclica Redemptor Hominis, no qual se faz referência à Eucaristia como sacramento-comunhão, sacramento-presença e sacramento-sacrifício, ressaltando a fé na presença real de Jesus. Ressaltou ainda a dimensão memorial do sacrifício de Cristo a cada missa que é celebrada: embora sejam muitas as Missas, em cada uma delas não há um novo sacrifício, o que tornaria o sacrifício da Cruz insuficiente, mas a cada celebração eucarística o sacrifício da Cruz é feito presente.

Enquanto sacramento-comunhão a Eucaristia existe para proporcionar a nossa comunhão com Deus, mas também a nossa comunhão enquanto Igreja, comunidade cristã. Sacramento-presença nos recorda as maneiras da presença do Senhor: na assembleia, enquanto povo reunido; na Escritura, quando a Palavra é proclamada ao Povo é o próprio Cristo que a proclama. Jesus está presente também na pessoa de quem preside a Eucaristia.

Por fim Dom Luiz recordou a comemoração dos 300 anos de Aparecida. O bispo diocesano falou da relação que Maria teve com a Eucaristia, quando tinha a oportunidade de participar das celebrações realizadas pelos Apóstolos. Ela deve ser o modelo de recepção da Eucaristia com alegria é fé.

Ministros Extraordinários da Comunhão

A cada ano a Missa de Corpus Christi é também ocasião para que os ministros extraordinários da Comunhão eucarística façam a renovação do seu compromisso e novos ministros sejam investidos das tarefas de zelar, distribuir a comunhão eucarística nas Missas em suas paróquias e também a administrar aos enfermos em suas residências.

O tapete

O tapete confeccionado para a passagem da procissão de Corpus Christi foi iniciado na terça-feira, com a colaboração dos paroquianos da Catedral. Durante duas noites estiveram empenhados em manifestar artisticamente o seu amor pela Eucaristia. Neste ano, por ocasião dos 300 anos do encontra da imagem de Nossa Senhora Aparecida, além da temática eucarística, um pedaço do tapete foi confeccionado fazendo referência a esta comemoração.

Após o momento da Comunhão, o Santíssimo sacramento foi solenemente levado pelo bispo seguido pelo povo em procissão pelas ruas do bairro como manifestação pública da fé na presença real de Jesus na Eucaristia. Esta é a única ocasião no ano em que há uma procissão pública do Santíssimo.

 

IMG1218
IMG1049
IMG1377
IMG1191
IMG1170
IMG7614
IMG7610
IMG0903
IMG7764
IMG0852
IMG7880
IMG7861
IMG7803
IMG7587
IMG1117
IMG7906
IMG1474
IMG1218 IMG1049 IMG1377 IMG1191 IMG1170 IMG7614 IMG7610 IMG0903 IMG7764 IMG0852 IMG7880 IMG7861 IMG7803 IMG7587 IMG1117 IMG7906 IMG1474