Dom Luiz Antônio Guedes, Bispo Diocesano de Campo Limpo, completa 21 anos de episcopado

Nestes 21 anos de episcopado de Dom Luiz a diocese celebra e se congratula agradecendo a Deus pelo dom da vida e vocação deste grande servo de Deus.

Redação | Sexta, 09 Março 2018 12:33
Bispo Diocesano de Campo Limpo Bispo Diocesano de Campo Limpo Carlos Henrique

Natural de Mogi-Mirim (SP), Luiz Antônio Guedes, nasceu em 25 de novembro de 1945. Filho de Cinezio Guedes e Maria Carechio Guedes viveu sua infância e adolescência em sua cidade natal. Foi batizado na Paróquia São José, Mogi-Morim, dois meses após seu nascimento e recebeu sua primeira Eucaristia na mesma paróquia, em 8 de dezembro de 1954, com 9 anos.

Ainda bem jovem ingressou no Seminário da Imaculada Conceição, da Arquidiocese de Campinas. Sendo seminarista da Arquidiocese de Campinas, fez os estudos filosóficos no Instituto Estigmatino de Campinas e os de Teologia na Faculdade Nossa Senhora da Assunção, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Foi ordenado diácono no dia 12 de março de 1972, em Mogi-Mirim, e recebeu o grau sacerdotal pela imposição das mãos de Dom Antônio Maria Alves de Siqueira, Arcebispo Metropolitano de Campinas em 20 de maio do mesmo ano, na paróquia São José, Mogi Mirim.

Foi Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Candelária, em Indaiatuba, da Paróquia de Santa Luzia, em Campinas, de Sant'Ana, em Sumaré, além de administrador Paroquial de Nossa Senhora da Pompéia, em Campinas, de São Cristóvão, em Valinhos e de Cristo Rei, em Campinas. Reitor do Seminário de Filosofia (1976/1980) e de Teologia (1984/1989) e participante em várias comissões pastorais na Arquidiocese e no Regional Sul 1 da CNBB. Foi membro, secretário e coordenador do conselho de presbíteros. Integrou o Colégio de Consultores da Arquidiocese e Pároco da Paróquia de Santa Cruz, em Campinas, durante oito anos de onde saiu para assumir a Coordenação Geral da Pastoral da Arquidiocese.

Foi nomeado bispo-auxiliar da Arquidiocese de Campinas em 29 de janeiro de 1997 e simultaneamente foi eleito Bispo titular de Maturba. Sua ordenação episcopal ocorreu em 9 de março de 1997,na catedral Metropolitana de Campinas, por Dom Gilberto Pereira Lopes, Arcebispo Metropolitano.

Como bispo-auxiliar de Campinas continuou, por mais dois anos, na função de Coordenador Geral da Pastoral. Exerceu o cargo de vigário-geral da Arquidiocese e de animador da pastoral na Região Episcopal Campinas. Foi o secretário geral do 14° Congresso Eucarístico Nacional, coordenando todos seus trabalhos de preparação e de realização.

Foi nomeado bispo da Diocese de Bauru em 24 de outubro de 2001 pelo então papa João Paulo II e assumiu o cargo em 23 de dezembro do mesmo ano na presença de mais de mil fiéis na Catedral do Divino Espírito Santo, sede da Diocese de Bauru.

Em 30 julho de 2008 foi nomeado bispo da Diocese de Campo Limpo pelo então Papa Bento XVI e em 27 de setembro do mesmo ano tomou posse canonicamente, onde permanece, com a presença de cerca de 5000 mil fiéis que lotaram o interior da Catedral Sagrada Família tendo muitas pessoas ficado do lado de fora acompanhando por telões.

Seu lema episcopal é: "Scio cui credidi" - "Sei em quem acreditei" (2 Tm 1,12).

Rezemos por nosso pastor tão zeloso e que corresponde dia a dia às reais necessidades da Igreja particular de Campo Limpo.