fbpx

Congresso Brasileiro de Teologia Pastoral - Realidade, desafios e tarefas

Redação | Quarta, 11 Março 2020 09:53
Congresso Brasileiro de Teologia Pastoral - Realidade, desafios e tarefas

As conferências programadas para o Congresso Brasileiro de Teologia Pastoral, de 4 a 7 de maio no Campus Coração Eucarístico da PUC Minas, são: Herança e Novos Cenários de Pastoral, com o professor Agenor Brighenti (PUC Paraná); Provocações para Leitura do Tempo Presente, com o professor Vladimir Safatle (USP); A Nova Face da Religião no Brasil, com a professora Brenda Carranza (PUC Campinas); Desafios e Perspectivas da Evangelização na Cidade, com o professor Dom Leomar Brustolin (PUC RS); e As Novas Diretrizes da Ação Evangelizadora: perspectivas para a pastoral hoje, com o reitor da PUC Minas e bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, professor Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães.

Inscrições de comunicações e inscrições para participar no evento devem ser feitas pela internet, no http://faculdadejesuita.edu.br/eventos/congressoteopastoral. Promovem o evento a Faculdade Jesuíta de Belo Horizonte (Faje), o Instituto de Filosofia e Teologia da PUC Minas, o Instituto Santo Tomás de Aquino (Ista) e a Arquidiocese de Belo Horizonte, com apoio de várias instituições.

É objetivo geral do evento refletir sobre a pastoral da Igreja Católica no atual contexto urbano, fragmentado e plural do Brasil, recolhendo os aprendizados da rica tradição da pastoral pós-conciliar, deixando-se interpelar pelas novas questões levantadas pelo momento presente, para contribuir no discernimento sobre os principais desafios e tarefas da pastoral e da evangelização no Brasil. A apresentação considera que "o Congresso quer debruçar-se sobre a pastoral no mundo contemporâneo a partir de duas imagens: a da herança, que recorda o passado criativo, ousado e destemido das primeiras décadas de recepção do Vaticano II no Brasil; a do parto, que aponta para um presente que, mais que ao desânimo, apatia, autorreferencialidade ou imobilismo, convida à acolhida do novo que está em gestação ou prestes a ser dado à luz, que deve suscitar esperança, ser cuidado, para crescer e oferecer a alegria do Evangelho para o presente e o futuro".