Sínodo: A Amazônia pode salvar o mundo da fome, afirma padre João Mometti

Vatican News | Quarta, 16 Janeiro 2019 09:03
Sínodo: A Amazônia pode salvar o mundo da fome, afirma padre João Mometti

Idealizador do projeto Novo Moisés, de produção de alimentos na Amazônia, padre João Mometti se encontra com o Papa Francisco para sugerir discussões para o Sínodo da Amazônia.

Padre João Mometti é referência quando o assunto é Amazônia. Ele é italiano, mas mora há 62 anos no Brasil. Desses, 50 anos foram dedicados a trabalhos pastorais com os povos da floresta. Por isso, reuniu-se com o Papa Francisco para trazer ideias que, segundo ele, não podem faltar nas discussões do próximo Sínodo dos Bispos, que este ano trata sobre a Amazônia.

“Em primeiro lugar, vim agradecer ao Santo Padre pela coragem de proclamar o Sínodo para a Amazônia. Os Sínodos costumam discutir questões teológicas, como a Trindade ou Nossa Senhora Mãe de Deus. Discutir agora a Amazônia é fundamental, porque ela tem a possibilidade de salvar o mundo da fome”, afirma Mometti.

Padre João é o idealizador do projeto Novo Moisés, de produção de alimentos na Amazônia sem necessidade de desmatamento. Hoje 2.500 famílias se beneficiam da ação. Assim como o Novo Moisés, padre João Mometti afirma que existem centenas de outros projetos de preservação e de assistência aos povos da floresta, quase todas as dioceses da Amazônia têm ao menos um.

“Eu sugeri ao Papa pegar esses projetos, analisá-los e colocá-los em prática. Minha expectativa para esse Sínodo é que não produza apenas um documento belíssimo, pois já temos documentos no Vaticano sobre meio ambiente. Precisamos chegar a conclusões concretas”, concluiu Mometti.

Durante a missa na Santa Marta, da semana passada, o Papa Franciso citou o padre João Mometti. "O Espírito às vezes nos impele para a loucura, mas para as grandes loucuras de Deus, como por  exemplo - disse o Papa -  aquela do padre presente na missa de hoje, que há mais  de 40 anos deixou a Itália para ser um missionário entre os leprosos no Brasil”.