O grande potencial do turismo no Brasil e a fé que move o turismo religioso

CNBB | Segunda, 17 Dezembro 2018 10:58
Pontal do Atalaia – Arraial do Cabo Pontal do Atalaia – Arraial do Cabo Thiago Freitas/MTur

As férias estão aí, junto delas chega a estação mais quente do ano, o verão que começa dia 21 de dezembro. Esse é o período de interromper a rotina, arrumar as malas e curtir um bom descanso. Se a ideia é fugir das preocupações e da correria do dia a dia, o planejamento é fundamental.

O Ministério do Turismo estima a realização de 75,5 milhões de viagens entre dezembro deste ano até fevereiro de 2019. O resultado é cerca de 2% maior em relação aos números do verão passado. A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) também projeta crescimento nas vendas em percentuais entre 18% e 20% no mesmo período.

De acordo com o levantamento do ministério, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina e Minas Gerais estão entre os estados que serão mais visitados no período das festas de fim de ano (Natal e Réveillon) e das férias escolares em todo o país. Segundo a projeção do MTur, Rio Grande do Sul, Paraná, Ceará, Pernambuco e Goiás são destinos que também receberão um volume expressivo de turistas neste período.

Em várias dessas cidades é possível o viajante encontrar roteiros do turismo religioso. Roteiros que passam por localidades que são referências de oração e de fé. “A Pastoral do Turismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com sua espiritualidade, formação e serviços se empenha na organização e desenvolvimento das atividades evangelizadoras nas suas mais variadas dimensões e desafios”, destaca o bispo auxiliar de Belém (PA) e referencial da pastoral do Pastoral do Turismo da CNBB, dom Irineu Roman.Em tempos de vacas magras, já quem não tem como viajar, o jeito é reorganizar a agenda e aproveitar o descanso no seu estado mesmo. O Brasil tem muito a oferecer e pode ser um destino incrível se você souber curtir a sua cidade como um ponto turístico. Essa dinâmica reserva sempre lugares incríveis para serem descobertos.

São museus, parques, monumentos… Pontos turísticos que pessoas do mundo inteiro viajam para conhecer. Além disso, turistar na cidade em que se vive pode ajudar a redescobrir a história do local, valorizar o que é local e ajudar a preservar a história.

É nesse caminho que nos deparamos com o turismo religioso. São igrejas, mosteiros e santuários que recebem anualmente milhares de turistas. Exemplo disso é a Basílica Nacional de Aparecida, em São Paulo (SP), maior santuário mariano do mundo, Santuário de São Francisco das Chagas, em Canidé (CE); a Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré, em Belém (PA); Santuário Basílica do Divino Pai Eterno – Trindade (GO).

Salvador (BA) é outro roteiro muito visitado por fieis. Além das igrejas históricas da cidade. Desde setembro, a Catedral Basílica de Salvador, que é a Igreja Mãe das paróquias da Arquidiocese de Salvador, agora está com as portas abertas novamente após 3 anos e 8 meses em processo de restauração.

“A escolha por roteiros religiosos nas férias é uma realidade que une a fé, a contemplação do patrimônio cultural e religioso e o encontro com outras culturas além de ajudar a fazer do tempo de descanso uma oportunidade de encontro com Deus que se manifesta, de forma especial, nos santuários e locais de grande devoção”, destaca o coordenador nacional da Pastoral do Turismo da CNBB.