Pastoral do Menor estabelece ações para o levantamento do seu acervo histórico

Valorizar e contar a história da Pastoral do Menor no Regional do Regional Sul 1 da CNBB, que compreende as dioceses do estado de São Paulo. Este foi o objetivo da reunião, realizada no Centro de Pastoral São José do Belém em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (16/07).

CNBB Sul1 | Quinta, 19 Julho 2018 08:15
Dom Pedro Luiz, Presidente do Regional Sul 1 da CNBB em reunião com agentes da Pastoral do Menor em SP Dom Pedro Luiz, Presidente do Regional Sul 1 da CNBB em reunião com agentes da Pastoral do Menor em SP CNBB Sul 1

De acordo com a coordenadora nacional da Pastoral do Menor, Marilda dos Santos Lima, a reunião foi importante para estabelecer um cronograma de atividades. Marilda salientou a importância desse processo. “Com quarenta anos de história, é hora da Pastoral do Menor realizar um trabalho de preservação do seu acervo histórico. Queremos que os agentes conheçam a história da pastoral e nos ajude nesse processo”, afirmou.

Participou da reunião o diretor técnico do Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo, Jair Mongelli Júnior. Ele comentou que os agentes podem ajudar, separando documentos históricos, revistas, entre outros objetos.

 presidente do Regional Sul 1 da CNBB, Dom Pedro Luiz Stringhini, também participou da reunião. De acordo com o bispo, foi muito oportuno ouvir representantes do Regional relatarem sobre o seu serviço da Pastoral do Menor na defesa da vida de crianças e adolescentes ao longo desses 40 anos.

Segundo Marilda dos Santos Lima, coordenadora nacional da Pastoral do Menor e membro do Conselho, a reunião foi bastante produtiva. “A participação de Dom Pedro nessa Reunião foi de extrema importância para o fortalecimento da mística e identidade da Pastoral. Dom Pedro Luiz, sempre envolvido com os clamores do povo, fiel aprendiz de Dom Luciano Mendes de Almeida, nosso Pastor, irmão, amigo, parceiro de todas as horas, sempre nos acolhendo e nos encoraja a acolher os mais sofridos. Ele, com seu testemunho e amor aos agentes da pastoral do menor, nessa manhã, iluminou nossa árdua missão e trouxe o lema episcopal de Dom Paulo Evaristo Arns, ‘De Esperança em Esperança’”. Dom Pedro Luiz recordou o nome de tantas pessoas que fazem parte dessa história. Foi significativo resgatar o espírito da Pastoral do Menor, pelo testemunho das pessoas presentes desde o início, como Dom Luciano, Ir. Maria do Rosário e Ruth Pistori. A presença do Pastor congrega as ovelhas e ilumina a caminhada”, concluiu.

Segundo o Diácono Éverton Pereira, coordenador estadual da Pastoral do Menor, “só temos que agradecer a presença de Dom Pedro Luiz, que faz parte da história da Pastoral do Menor desde seu tempo de seminarista. Em suas palavras, deixa-nos a certeza que a nossa Igreja, principalmente aqui em nosso Regional Sul 1, irá sempre ao encontro dos excluídos, sendo uma igreja em saída, misericordiosa e servidora”.

Outras ações – Durante a reunião os participantes estimularam as dioceses para celebrar o Dia Nacional da Pastoral do Menor, que será comemorado no próximo dia 27 de agosto, ocasião em que se recorda a data de morte do fundador da PAMEN, Dom Luciano Mendes de Almeida, falecido em 2006. Também os participantes aproveitaram o momento para tratar de outros assuntos realizados a Pamen, como o Plano de ação para o triênio 2018-2020; formação da Escola de Cidadania e a situação da população de rua em São Paulo.

O próximo encontro está marcado para o próximo dia 20 de agosto.

Pastoral Carcerária – Em seguida, Dom Pedro Luiz se reuniu com os membros da coordenação executiva da Pastoral Carcerária do Regional Sul 1 da CNBB: Pe. Émerson, Dra. Antonia Alexandrina, Deyvid T. Livini Luz e Adolfo. O principal assunto do encontro foi a situação atual do Sistema Prisional Paulista e procedimentos efetuados pela Pastoral Carcerária no Estado, em vista de um momento difícil para a entrada dos agentes nas unidades prisionais.