fbpx

Casal e dinheiro: como evitar conflitos sobre gastos

O dinheiro é uma das primeiras causas de brigas entre um casal. Esta questão é ainda mais crítica pela dificuldade de equilíbrio do orçamento familiar. Algumas dicas de como administrar melhor as contas como casal, sem discutir.

Aleteia | Marie-Noël Florant | Terça, 23 Junho 2020 10:47
Casal e dinheiro: como evitar conflitos sobre gastos

Em tempos de crise, pode ser tão difícil administrar o orçamento familiar como fazer a quadratura do círculo. Mas alguns casais enfrentam este tipo de dificuldades, independentemente do contexto econômico. De onde vem o problema?

E quanto ao bem-estar do meu cônjuge?

Marc e Sabine vivem atualmente esta situação. Eles não conseguem saldar suas contas bancárias regularmente no débito e se culpam uns aos outros. “Sabine não entende que sua matrícula no ginásio e as constantes idas às compras são um enorme fardo no nosso orçamento”, diz Marc, que sente que é um “desperdício”. E Sabine acusa seu marido de gastar “muito dinheiro” em “jantares com os amigos”. “Jantares aos quais você assiste”, completa ele, zangado.

Entre outras coisas, Marc gostaria de reservar um pouco mais de dinheiro para as férias, e principalmente para estadias na serra, o que ele adora muito. “Cada um tem os seus prazeres”, diz Sabine, irritada. Nesta fase, cada um pensa em seus próprios prazeres sem levar em conta o bem-estar do outro. O bem-estar do outro: uma coisa que percebem que a colocaram entre parênteses quando fazia parte do projeto inicial do casal. Eles também percebem que cada um procura proteger seus interesses e escolher no que gasta seu dinheiro.  Tentação horrível!

Um plano de vida de longo prazo e uma revisão anual do orçamento

Para superar suas discordâncias, Sabine e Marc terão que reativar esse desejo de ouvir um ao outro e, por outro lado, planejar seu futuro financeiro até certo ponto. Eles também terão que se fazer algumas perguntas fundamentais sobre seus sonhos e medos: como seriam suas vidas, idealmente, daqui a cinco, dez ou vinte anos? Eles estão considerando comprar uma casa ou um apartamento? Que tipo de vida eles sonham em ter? Eles temem pela educação de seus filhos? Para sua aposentadoria?

Em seguida, eles precisarão determinar seus objetivos, levando em conta as respostas às perguntas anteriores. Depois, compartilhar essas expectativas juntos, a fim de desenvolver suas perspectivas futuras. Um plano de longo prazo, mesmo que seja apenas prospectivo, ajudará a alcançar os objetivos. Uma revisão anual do plano financeiro, durante uma revisão conjugal, por exemplo, reorientará as propostas iniciais. Esta forma de operar, mesmo que não resolva todas as dificuldades, vai ajudar muito a pavimentar o caminho.